Quem sou eu

Minha foto
Morrinhos - GO, Goiás, Brazil
Licenciado em Geografia pela UEG, Bacharel em Geografia pela UNICEUB, especialista em Geoprocessamento (FAGO) e mestre em Geografia - UFG - Catalão, Doutorando em Geografia - UNB Atualmente é professor da Universidade Estadual de Goiás, Campus Morrinhos e da Faculdade de Caldas Novas (UNICALDAS).

Pesquisar neste blog

Carregando...

sábado, 31 de janeiro de 2015

GOOGLE EARTH PRO GRATIS

É isso mesmo galera, o Google Earth PRO agora é grátis. Google Earth Pro – que antes custava em torno de 400 dólares – está funcionando sem necessidade do pagamento de licença.Dentre as novidades da versão Pro em relação à básica, estão as ferramentas de medições (áreas, caminhos 3D, etc), impressão de imagens em alta resolução, criação de filmes, geocodificação de endereços em lote, importação de dados GIS (shape, por exemplo), acesso a ferramenta de criação de mapas, entre outras. 
A versão pode ser baixada no endereço  
https://www.google.com/work/mapsearth/products/earthpro.html 
após fazer o cadastro será enviado para seu e-mail o nome do usuário e a chave de registro, ai é só ativar e bom trabalho. 
Um abraço a todos

sexta-feira, 19 de abril de 2013

NOVO SISTEMA DE GESTÃO FUNDIÁRIA

Georreferenciamento de imoveis Rurais é no Incursos

FAÇA AQUI SUA MATRICULA

Incra apresenta novo sistema de gestão fundiária

Por Alexandre Scussel | 11h58, 19 de Abril de 2013
O presidente do Instituto de Registro Imobiliário do Brasil (IRIB), Ricardo Coelho, e o vice-presidente de Registro de Imóveis da Associação de Notários e Registradores do Brasil (Anoreg/BR), Luiz Gustavo Leão Ribeiro, conheceram na última quarta-feira (17), em Brasília, o novo Sistema de Gestão Fundiária (Sigef) que vem sendo construído pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).
Incra apresenta novo sistema de gestão fundiária Incra apresenta novo sistema de gestão fundiária
Diretor de Ordenamento da Estrutura Fundiária do Incra, Richard Torsiano, explica funcionamento do Sigef. Crédito: Claudio Siqueira - Incra
A apresentação foi feita pelo diretor de Ordenamento da Estrutura Fundiária da autarquia, Richard Torsiano. Segundo ele, a nova ferramenta será implantada ainda neste semestre e, numa parceria com IRIB e Anoreg, passará por uma fase de testes no Cartório de Registro de Imóveis de Conchas (SP).
Criado para analisar eletronicamente dados georreferenciados das propriedades rurais, o Sigef terá capacidade para recepcionar até 20 mil pedidos de certificação por mês. O Sistema ainda possibilitará a verificação da existência de sobreposição de áreas, além de gerar plantas e memoriais descritivos (documentos com todos os detalhes) dos imóveis de forma automática, a partir da inserção de dados feita pelos técnicos contratados para realizar o georreferenciamento das propriedades. “O profissional credenciado submeterá as peças técnicas do processo por meio do Sigef, que fará a análise dos dados e, em caso de inconsistências, informará de imediato ao técnico quais são e onde estão”, afirma o diretor Richard Torsiano.
Integração com os cartórios
O presidente do IRIB aprovou o novo Sistema, que permite aos cartórios de registro de imóveis inserir informações sobre o domínio da área, gerar plantas e também memoriais descritivos com os dados de domínio agregados. “Achei muito interessante. Essa futura interligação do sistema do Incra com o dos cartórios trará rapidez e facilidade na comunicação. Vamos crescer juntos para chegar ao momento de termos as informações em tempo real”, afirmou Ricardo Coelho.
O vice-presidente da Anoreg/BR também gostou da nova ferramenta e se disse entusiasmado com a notícia de integração assegurada no Sigef. “A associação defende essa integração, pois ela oferece maior segurança aos cartórios, que buscarão as informações necessárias para o registro direto no sistema oficial do Incra. Isso diminui a possibilidade de falha humana na análise dos documentos”, explicou. Luiz Gustavo convidou o Incra para apresentar o Sigef em junho, durante encontro nacional dos vice-presidentes estaduais da Anoreg. O evento será em Brasília.
Passo a passo
Para realizar a certificação, os dados levantados pelo profissional credenciado serão submetidos ao Sigef por meio de uma planilha eletrônica. A fim de garantir a segurança e a integridade das informações contidas no sistema, os dados serão enviados por profissional autenticado a partir de certificação digital.
Após essa etapa, caso não seja detectada sobreposição ou qualquer outra falha técnica, o credenciado poderá obter a certificação eletronicamente. Serão gerados a planta e o memorial descritivo assinados digitalmente, podendo ser impressos e levados ao cartório de registro de imóveis.
Expedida pelo Incra, a certificação assegura que os limites da propriedade rural não se sobrepõem a outros imóveis e que a execução do georreferenciamento está de acordo com as especificações técnicas legais. O documento é exigido para o registro do imóvel nos casos de compra, venda, desmembramento ou partilha.
Fonte: Incr

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Mudanças na Certificação de Imóveis Rurais


Georreferenciamento é no Incursos Goiania - Matriculas Abertas

Por Ivan Leonardi MundoGEO| 15h19, 15 de Fevereiro de 2013
Sistema de Gestão Fundiária
Mudanças na Certificação de Imóveis Rurais
Pela Norma de Execução 105, de 26 de novembro de 2012, a Diretoria de Ordenamento da Estrutura Fundiária do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) regulamentou o procedimento de certificação dos imóveis rurais, determinando que a análise ficará restrita ao atendimento do parágrafo 5º do artigo 176 da Lei de Registros Públicos (Lei 6.015/73), ou seja, de que a poligonal objeto de análise não se sobrepõe a nenhuma outra constante do cadastro georreferenciado do Incra e que o memorial descritivo atende às exigências técnicas.
Para cumprir essa Norma, o Incra noticiou, em 31 de janeiro deste ano, a implantação do Sistema de Gestão Fundiária (Sigef), que alterou a forma do processamento das certificações. Antes, o profissional necessitava protocolar pessoalmente vários documentos analógicos e digitais em uma das superintendências do Incra. A partir de agora, o protocolo resume-se apenas no envio, pela internet, da planilha de dados cartográficos em formato ODS. O envio somente poderá ser feito por profissional credenciado pelo Incra, com a utilização de sua assinatura eletrônica (dispositivo e-CPF).
É importante ressaltar que essa simplificação no processamento perante o Incra não diminui a obrigatoriedade de cumprir todas as etapas de um bom trabalho de agrimensura, pois continuam em plena vigência as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), as normas do Incra e, principalmente, a Lei de Registros Públicos.
Desta forma, o levantamento topográfico e a confecção de peças técnicas que compõem um processo de georreferenciamento continuarão com a necessidade de atender aos padrões e às precisões exigidos pela legislação em vigor. O envio do processo em formato digital não exime o profissional de sua responsabilidade técnica, podendo responder civil e criminalmente pelas informações incorretas contidas em seu trabalho.
O parágrafo 2º do artigo 8º do Decreto 4.449/2002 diz claramente que a certificação do Incra não implica reconhecimento do domínio ou a exatidão dos limites e confrontações indicados nas peças técnicas. A Norma de Execução 105, além de ressaltar essa regra, acrescenta: “bem como não dispensará a qualificação registral, atribuição exclusiva do oficial de registro de imóveis”.
Portanto, não há nenhuma garantia de que um imóvel certificado pelo Incra tenha sua matrícula retificada pelo Registro de Imóveis, pois a qualificação registral é feita com base em regras próprias alusivas aos registros públicos. Diante disso, não serão poucos os casos em que um trabalho técnico certificado pelo Incra será qualificado negativamente para registro. Isso resultará na necessidade de cancelamento da certificação anterior e obtenção de uma nova, ocasionando enormes transtornos ao profissional e ao proprietário.
A melhor maneira de evitar essa problemática seria inverter a ordem do processo, ou seja, inicialmente haveria a qualificação das peças técnicas pelo oficial de registro de imóveis, que analisaria os aspectos jurídicos da titularidade, confrontações e legalidade do pedido, para, somente depois, as peças serem submetidas à certificação pelo Incra, que trataria apenas dos quesitos que lhe competem, ou seja, a questão de sobreposição dos imóveis georreferenciados e precisão técnica dos dados apresentados. Isso tornaria o processo muito mais célere e seguro, colaborando para o sucesso desse programa de identificação da malha fundiária do País.
Elifas Valim Neto GeorreferenciamentoElifas Valim Neto
Engenheiro, Diretor da Métrica Tecnologia
elifas@topoevn.com.br
Daniel Janini GeorreferenciamentoDaniel Janini
Engenheiro e Mestre, Diretor da Métrica Tecnologia

quinta-feira, 7 de março de 2013

VÍDEO AULA: Classificação Supervisionada no SPRING

Ai galera, dando seguimento nos vídeos aulas no Spring, posto hoje um vídeo/aula demonstrando como realizar classificação supervisionada no SPRING, procedimento útil e muito utilizado no processamento de imagem de satelite. Um abraço a Todos e bom trabalho. CLIK AQUI PARA BAIXAR O ARQUIVO

sexta-feira, 1 de março de 2013

Dados de SIG da Prefeitura de Vitória



Ai galera, repasso a noticia que recebi por meio da assessoria de comunicação do grupo imagem, líder nacional em SIG. A prefeitura de Vitória (ES)  em parceria com este grupo, lança portal gratuito para disponibilizar localização de diversas infraestruturas da cidade. Os dados podem ser acessados diretamente pelo site www.vitoria.es.gov.br/geoweb

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Recortar imagem com SPRING

Ai galera, posto hoje mais um vídeo/aula sobre o SPRING. Nesse demonstro como mensurar área e recortar imagem no SPRING. procedimentos básicos mais de grande utilidades. Para baixar é só clicar a qui

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Vídeo aula: Criar banco de dados e inserir imagem no SPRING

Ai Galera, segue mais um vídeo/aula sobre o SPRING 5.2.2, Nesse explico os primeiros passos no SPRING, ou seja, como criar um banco de dados e inserir imagem georreferenciada no SPRING. Criar banco de dados e adicionar imagem no SPRING

Instalar SPRING 5.2.2

Ai galera, segue mais uma vídeo aula, esse é muito simples, é só demonstrando como instalar o SPRING, não tem segredo é só seguir o assistente de instalação. mesmo assim segue a vídeo/aula.Vídeo aula instalar o SPRING 5.2.2

Video aula: Baixar programa SPRING e imagem no site do SIEG e do INPE


Ai galera, disponibilizo hoje, o primeiro de vários vídeos aulas com áudio sobre o SPRING, esse material, primeiramente foi desenvolvido para meus alunos de graduação em Geografia da UFG_CAC, todavia, disponibilizo para quem interessar pelo assunto e pelo programa em si, que é gratuito e desenvolvido com tecnologia nacional. Nessa postagem, demonstro através de vídeo/aula com áudio  como cadastrar e baixar o programa, como cadastrar e baixar imagem no site do INPE e como cadastrar e baixar imagem no site do SIEG (GO). Trata-se de um procedimento bem simples, ideal para quem está iniciando na geotecnologia.
Para baixar o vídeo, que está compactado, é só clicar aqui no link abaixo, descompactar e abri-lo em um visualizador de vídeo que lê formato avi. Video aula: baixar Programa SPRING
Um abraço a todos e bons estudos

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Alternativa para descarregar dados do GPS

Ai galera, minha dica de hoje é para divulgar o programa DNRGarmin, que permite descarregar dados do GPS marca Garmim e salvar em vários formatos, inclusive em SHP. uma grande vantagem é que se pode descarregar pontos e trajetos (linhas e polígonos). Brevemente estarei postando um tutorial demonstrando como descarregar os dados do GPS com esse software. O programa pode ser baixado no site http://www.dnr.state.mn.us/mis/gis/tools/arcview/extensions/DNRGarmin/DNRGarmin.html .
Obs. a versão 5.4.0 cria uma barra de ferramenta direto no Arcgis 9.2, já a versão mais nova DNRGPS 6.0.0.15 compatível com  Windows XP e Windows 7 não aparece a barra de ferramenta no Arcgis 10 , todavia, ele reconhece quando o programa está aberto.

Um abraço a todos 

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Mapas para GPS

Ai galera, depois de muito tempo sem publicar nada, hoje deparei com um site bem conhecido dos amantes da geotecnologia, todavia, vale a pena sempre divulgar e se possível colaborar. trata-se do projeto Tracksource que disponibiliza mapas para GPS. Baixei e testei os dados, são muito bons e gratuitos, por isso recomendo. É só baixar e, no cartão de memoria, criar uma pasta com o nome "Garmin" depois copiar e colar o arquivo gmapsupp.img na pasta e inserir o cartão no seu GPS, ai você terá uma grande quantidade de mapas para navegar.
link para Downloads http://www.tracksource.org.br/index.php/downloads-mapas.html
um abraço a todos

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Imagem Alos para Goiás e DF

Ai galera, já estão disponíveis, no site do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as novas imagens do estado de Goiás e do Distrito Federal, que fazem parte de um projeto que está sendo desenvolvido para geração de ortoimagens do sensor AVNIR-2 (do satélite ALOS), que cobrirão diversos estados da Federação. Agora o mosaico cobre todo o Estado de Goiás. As imagens são datadas de 2007 a 2010. Para baixar as imagens visite o sitio do IBGE ftp://geoftp.ibge.gov.br/imagens_orbitais/ortoimagens/
Mosaico de imagens de Goi%C3%A1s e do Distrito Federal IBGE disponibiliza mosaico de imagens de Goiás e Distrito Federal

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

NOVO SITE PARA BAIXAR IMAGEM ASTER GDEM



Ai Galera recebe muitas reclamações sobre o tutorial que publiquei onde demonstrava como baixar as imagens AsterGdem, fui conferir e descobre que a pagina havia mudado, todavia, descobri onde estão disponíveis as imagens atualmente. Por enquanto segue o Site logo estarei demonstrando como fazer para se cadastrar e baixar as imagens, um abraço a todos e muito obrigado.

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Livro digital: Introdução ao Processamento de Imagem de Sensoriamento Remoto

Ai galera blogada, segue uma otima dica: trata-se do livro elaborado por professores do Instituto de Geociencias da UNB e distribuido gratuitamente no formato PDF. O livro pode ser baixado pelo link:
Introdução ao Processamento de Imagem de Sensoriamento Remoto boa leitura a todos

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Base Cartografica Nacional


IBGE lança nova base cartográfica do território nacional

Por Alexandre Scussel | 10h56, 20 de Agosto de 2012 Pelo portal MundoGeo
A Base Cartográfica para o território nacional em escala 1:250.000 (BC250), que faz parte do projeto SIGBrasil, é um projeto pioneiro no Brasil, desenvolvido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Referência cartográfica para as ações de planejamento, monitoramento e atualização das informações dos recursos naturais do país, a nova escala possibilita uma visualização muito mais detalhada do que a escala anterior de 1:1.000.000. A BC250 está disponível em formato shape, que permite utilização em programas de sistema de informações geográficas (SIG).
Na construção da Base Cartográfica, foram utilizados como referência os procedimentos descritos no Manual Técnico de Geociências (nº 12 da série de manuais da Geociências). O Manual de Procedimentos Técnicos para Fiscalização, Controle de Qualidade e Validação da Base Cartográfica na escala 1:250.000, produzido pela Coordenação de Cartografia da Diretoria de Geociências do IBGE, visa a orientar a atividade de fiscalização de serviços de mapeamento, padronizando procedimentos, como o preparo de imagens e construção de mapas, garantindo a qualidade do material produzido.
Com os dados das diversas categorias de informação presentes na Base, de forma integrada e totalmente digital, a nova Base Cartográfica 1:250:000 está preparada para integrar a Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (Inde) em futuro próximo.
O mapa do Brasil mostra a divisão em blocos da Base Cartográfica em escala 1:250.000, disponibilizada para 81% do território nacional (os blocos identificados nas três tonalidades da cor azul estarão disponíveis ao final do ano de 2012). A Base pode ser acessada através do link www.ibge.gov.br/home/download/geociencias.shtm.
Base Cartogr%C3%A1fica do Territ%C3%B3rio Nacional IBGE IBGE lança nova base cartográfica do território nacional
Fonte: IBGE

domingo, 24 de junho de 2012

Imagens DMSP e TRMM para o bioma Cerrado

Ai galera blogada, uma boa noticia, o LAPIG/UFG ( Laboratorio de Processamento de Imagem e Geoprocessamento) está disponibilizando  imagem DMSP para o bioma Cerrado, Uma das características especiais desta família de satélites é que consegue gerar imagens de objetos que refletem pouca quantidade de luz, fato esse que a torna uma exelente ferramenta na detecção de cidades e queimadas. 
Outra imagen que tambem está sendo disponibilizada pelo LAPIG é a TRMM, tem como objetivo monitorar diversas características da precipitação em regiões tropicais e subtropicais, preenchendo uma lacuna existente em relação à aquisição de dados.  O Download de imagens estão disponiveis no sitio do LAPIG  recortadas e mosaicadas para o bioma cerrado, organizadas por ano. no endereço: http://www.lapig.iesa.ufg.br/lapig é so fazer o cadastro e baixar em "produtos=>dados geográficos". Bom trabalho a todos (Fonte: LAPIG)

terça-feira, 1 de maio de 2012

Imagens Alos para Goiás

Ai galera, a dica de hoje, enteressa muito para aqueles que trabalham ou pretendem trabalhar com imagens Alos sensor AVNIR resolução espacial de 10 metros, principalmente para quem atua em Goiás. é que o IBGE desde 2010 vem disponibilizando em seu sitio ortoimagens Alos, do projeto Base Contínua, escala 1:100000, Goiás e Distrito Federal. Segue o indice_ortoimagens disponiveis atualmente para Goiás. Para maiores informações consulte o site do IBGE http://www.ibge.gov.br/home/download/geociencias.shtm